Low Carb: o que é, sua eficiência e seus benefícios
822
post-template-default,single,single-post,postid-822,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode_grid_1300,footer_responsive_adv,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-content-sidebar-responsive,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-10.1.2,wpb-js-composer js-comp-ver-5.1,vc_responsive
 

Low Carb: o que é, sua eficiência e seus benefícios

Low Carb: o que é, sua eficiência e seus benefícios

A dieta Low Carb não é tão recente como muitos pensam. Ela existe a partir de diversas variações que possuem em comum um único objetivo: reduzir o consumo de carboidratos, sobretudo daqueles que vêm por meio de arroz branco, macarrão e pão.

Ao mesmo tempo em que a dieta Low Carb investe contra o carboidrato, estimula o aumento de consumo de proteínas e de gordura boa, combinação que comprovadamente provoca o emagrecimento. E veremos mais sobre isso a seguir.

Mas é importante deixar claro que se uma dieta for feita sem acompanhamento de profissional da saúde qualificado para te orientar, como um nutricionista, todos os benefícios elencados podem desaparecer e sua saúde pode ser colocada em risco. Além disso, a quantidade ideal de carboidratos a ser ingerida varia a cada indivíduo.

A variação mais famosa das dietas tidas como Low Carb surgiu na década de 1970 e atualmente tem milhões de seguidores em todo o mundo – a Atkins, cujo nome vem do seu criador, o médico norte-americano Robert Atkins.

Já a mais recente, e que tem se popularizado, é uma variação da Atkins e você certamente já ouviu falar – a dieta Dukan, criada por outro médico, o francês Pierre Dukan. Ela prega uma alimentação ainda mais restritiva.

(-) Veja também: Dietas da Moda vs. Alimentação Saudável – A luta do século

Eficiência

A eficiência das dietas Low Carb é comprovada por dezenas de estudos científicos, em alguns casos com até o triplo de perda de peso se comparada com dietas tradicionais. Ela se deve ao metabolismo funcionar melhor com o aumento das proteínas e da gordura boa na alimentação, o que contribui também para reduzir a inflamação do organismo e a combater a retenção de líquidos.

E não pense que reduzir o consumo de determinado grupo de alimentos significa exterminá-lo do seu cardápio. Uma alteração dessas sem o acompanhamento de nutricionista induz também uma brusca mudança de humor, dores de cabeça intensas e, por fim, a ineficiência da imunidade.

Benefícios

Seguir uma dieta Low Carb faz com que a liberação de insulina no organismo seja drasticamente reduzida, o que resumidamente é fazer com que estoques de gordura se tornem fontes de energia.

E com o passar do tempo, com menos insulina na circulação, fica mais fácil para você controlar o apetite, já que as taxas de glicose variam menos intensamente. Quem é viciado em doces provavelmente já nem sinta mais tanta falta depois de um período de dieta disciplinada.

Outros benefícios importantes são: redução nos níveis de colesterol e triglicerídeos, controle de diabetes, melhora no funcionamento do intestino e aumento do colesterol bom (sim, existe o colesterol bom, o HDL, e o ruim, o LDL).

Por fim, a título de informação, o HDL, que ganha impulso com a Dieta Low Carb, é considerado colesterol bom por atuar na retirada de gordura das artérias, reduzindo as chances de infarto, trombose, doenças arteriais e o AVC, sigla para Acidente Vascular Cerebral.

 

Se você acha que esse artigo pode ajudar um amigo ou conhecido, fique a vontade para compartilhar, tudo bem? 🙂

No Comments

Post A Comment